03 dicas infalíveis e gratuitas para melhorar o inglês

Update – 24/09/2016: Escrevi este post com 03 dicas infalíveis e gratuitas para melhorar o inglês antes de vir para Dublin, em Maio/2014. Ele é um dos mais lidos do blog e, após mais de dois anos morando na Irlanda, chegou a hora de atualizar o conteúdo. Continuo defendendo que parte do aprendizado de uma nova língua vem do esforço individual fora da sala de aula, por isso, incluí sugestões de amigos e aplicativos que baixei para complementar minha jornada ao longo desse período. :) Vamos lá!

Existem quatro níveis de inglês:

a) O que você acha que fala
b) O que sua mãe acha que você fala
c) O que as pessoas acham que você fala (e isso está diretamente ligado com o quanto elas acham que falam)
d) O que você realmente fala

Meu principal objetivo em Dublin sempre foi melhorar o inglês. Quando cheguei aqui, sabia que meu domínio do idioma não seria de muita ajuda na vida real, então procurei aprimorar meu aprendizado antes de sair do Brasil. Por ter consciência de que a fluência não acontece por mágica, criava (e ainda crio) um momento no dia dedicado ao inglês, nem que sejam dez minutos para ouvir um podcast ou ler um artigo.

Como a intenção é dividir minha experiência com outras pessoas, separei 03 dicas infalíveis e gratuitas para melhorar o inglês sem dar um baque na carteira, já que economia é a palavra de ordem do momento.

Dica 01 – Assista filmes, assista séries, assista a tudo o que puder!

Não sou fã de TV, mas é o jeito mais fácil de aprender. Sabe aquele filme que você ja viu tanto que até sabe os diálogos de cor (clássicos da Disney, no meu caso)? Assista em inglês e ative a legenda – em inglês, claro. Isso vai lhe ajudar a memorizar a escrita correta e a estrutura das frases. Está em um nível intermediário? Aproveite para dar uma chance àquela série que todo mundo indicou. Se puder desligar as legendas e forçar o ouvido, melhor ainda, pois caso não entenda a palavra/frase, é possível deduzir a situação pela cena ou contexto. É bom pra treinar o listening.

É normal se sentir assim no início, mas depois você se acostuma. :)
É normal se sentir assim no início, mas depois você se acostuma. :)

Ororo.TV – Filmes, séries novas e antigas com legendas em inglês, para assistir online. Vi que tem até Narcos, Stranger Things e Orange is the New Black. Assisto ao menos dois episódios por dia – até porque esse é o limite diário na versão gratuita. Boa qualidade de imagem e áudio, além de acervo rico. É possível customizar a velocidade das legendas (mas saiba lidar com o atraso nas falas, se abusar do recurso).

Dá pra assistir sem se registrar, mas existem muito mais opções para usuários cadastrados. Não é preciso pagar nada, mas por US$5/mês você pode assistir a quantos episódios quiser e tem acesso ao acervo completo. Acho justo. :)

Ted Talks – Você provavelmente já assistiu a um desses vídeos. Cada convidado tem cerca de 15 minutos para apresentar ideias que merecem ser compartilhadas. O site é muito bom e traz milhares de palestras sobre os mais diversos assuntos. Tem legendas disponíveis em vários idiomas, mas faça o esforço de assistir com legendas em inglês. ;) Essa, sobre procrastinação, é uma das minhas favoritas.

Dica 02 – Leia!

Não adianta entrar no site do The New York Times e escolher um artigo de negócios se você não entende nada do assunto nem na sua língua materna. O ideal é selecionar blogs/sites com posts curtos e que despertem seu interesse.

Mashable – Aqui dá pra encontrar de tudo! Tecnologia, celebridades e matérias do tipo “o que bombou na net”.

News in Levels – Esse site é muito bom. Traz notícias sobre diversos assuntos da atualidade e é voltado para pessoas que querem aprender inglês. É possível escolher entre os níveis 1, 2 e 3. Nos níveis 1 e 2 você encontra frases curtas e a notícia vai direto ao ponto, sem muitos detalhes. Já no nível 3, como é de se esperar, a mesma notícia é entregue de maneira mais complexa. Todos os textos são acompanhados por vídeo, o que é bom para ir treinando não só o reading, mas também o listening e a pronúncia.

Centsational Girl – Decoração e faça-você-mesmo que nunca farei, mas que não canso de ver. :)

Dr-Seuss-Quote-a-minimalist-typographic-poster-540x429

Joe.ie e Her.ie – Joe, para os manos. Her, para as minas. Não vou discorrer sobre o  fato do Joe ser preto e amarelo, com notícias de esportes, aventuras, viagens e política, enquanto o Her é rosa e cinza e fala de casamento, beleza, sexo & relacionamentos e etc. Leio os dois, pois ambos trazem assuntos do meu interesse.

BuzzFeed – Nem só de listas vive o BuzzFeed. Quer dizer… eu acho que é só de listas, mesmo, mas é um bom lugar pra começar a ler em inglês sem se sentir intimidado pelo tamanho da matéria.

David Sedaris – autor americado considerado um mestre do humor observativo. Não sabia disso quando comprei o “Engolido pelas labaredas” pela capa. Sedaris escreve textos longos, mas que são lidos em um piscar de olhos. Dá pra encontrar várias crônicas pela internet afora. Pra começar, tente aqui ou aqui.

Wait but why – Mais um link com textos longos, porém interessantes e de fácil leitura. Esse, sobre amizade, é um dos melhores que já li e faz muito sentido. :)

Dica 03 – Ouça podcasts

Terror! Você sente vontade de largar tudo e virar ermitão em algum lugar onde apenas os gestos sejam suficientes para se comunicar. Motivo: não tem cena pra contextualizar, não há tempo para procurar no dicionário e não dá pra fazer leitura labial. Em alguns casos ainda tem o adorável sotaque irlandês, que eu realmente acho adorável, mas não é para principiantes.

Se você está planejando vir para a Irlanda, não adianta ouvir podcast da Ellen DeGeneres e achar que tá arrasando (mentira, adianta sim. Faça isso! Clique aqui).  Tenho acompanhado o Dublin Talks, com Adrian Kennedy & Jeremy Dixon e, quando consigo entender, aprovo. A parte boa é que além de divertidos, eles também recebem ligações de ouvintes. Vai se aventurar? Clique aqui: Dublin’s 98FM – Dublin Talk 

Woman listening to music on smartphone in park
Woman listening to music on smartphone in park

6 minute English – Uma preciosidade! São diálogos de seis minutos disponibilizados pela BBC. Eles lançam novos episódios todas as sextas e é possível fazer download dos áudios. Também há uma versão para celular, mas tenho pena de encher a memória com os podcasts.

[Bônus] A internet é linda e está cheia de sites e aplicativos que também ajudam a melhorar o inglês, muitos deles a partir da troca de experiências entre nativos de diversos países.

Recomendo: BBC Learning English (clique em “courses” e escolha o seu nível), DuoLingo, Busuu e LiveMocha são os mais conhecidos. Gosta de aprender com música? Com o Lyrics Training você precisa correr contra o tempo e preencher os espaços com as palavras que faltam enquanto ouve sua canção favorita. :)

E agora, pra descontrair, uma praga: quem não treinar em casa, vai chegar em Dublin igual ao Joel!

joel01-vert

P.s.: Enquanto editava esse texto, tentei explicar a piada do Joel pro David, mas não tem a mesma graça. Mostrei esse vídeo e a resposta dele me surpreendeu. O David disse que apesar do técnico carregar no “sotaque brasileiro”, é possível entender a mensagem que ele quis passar. Moral da história: se você tem vergonha de falar em inglês, deixe de besteira. O importante é tentar dar o seu recado e estar disposto a aprender e melhorar sempre. :)

E aí? Gostou das dicas? também quer estudar e trabalhar em Dublin? Envie-me um e-mail: [email protected]  ?

5 Comentários


  1. Olá Savana, parabéns pelo blog. Eu também estou me preparando para Dublin e me identifico com muito do que vc posta. Nesse texto em especial, me identifico 100%, porque estou seguindo esse mesmo caminho. Diariamente separo um tempo para praticar inglês e tenho nos podcasts meus principais aliados, ao lado das séries de TV (vício antigo).

    Tomo aqui a liberdade para indicar alguns dos podcasts que ouço:

    – ESL (English as a Second Language), esse é o que mais me ajudou, principalmente no início dos estudos. Ele usa diversos temas para introduzir vocabulário e expressões diversas.

    – Alguns da BBC, focados em aprendizado: 6 minutes English, English at Work e The English We Speak. Esses são pequenos (3 a 6 minutos) e curto muito.

    – Let’s Talk About Tech. Também da BBC, discussão sobre tecnologia, internet e ciência.

    – The Tropical MBA, sobre uma galera de nômades digitais.

    Ouço também, semanalmente, as pregações da igreja Vineyard de Dublin, também em podcast. Ah, tentâmen os pods com transcrição no app LearnEnglish do Britsh Concil, que além da já falada transcrição, que ajuda muito, tem exercícios no final.

    Um grande abraço.

    See you in Dublin.

    Responder

    1. Uau, Dan! Adorei suas dicas! :) Vão me ajudar um bocado e espero que ajude outras pessoas também. Vou colocar com o link no post e lhe dar os devidos créditos, tudo bem? :)

      Quando você vai?

      Responder

      1. Oi Savana, claro que pode. O objetivo é compartilhar mesmo. ;) E curti muito também sua dica de leitura. Pra galera que curte tecnologia, indico acompanhar o TechChurch, que é de onde vem as pautas da metade (ou mais) dos sites de tecnologia do Brasil.

        Vou na última semana outubro.

        Responder


Deixe uma resposta