Top 5 – Coisas que AMO em Dublin

The reason a lot of people really like Dublin in the end, is never the same reasons as they come for“.

Este post é o antídoto para o Top 5 – Coisas que não gosto em Dublin. É certo que a vida de intercambista não é fácil pra quase ninguém, mas nem tudo é feito de problemas e chateações. Quer a prova? ;)

O dinheiro rende… quando você começa a ganhar em Euro – A Irlanda é um dos países com maior custo de vida da Europa e isso se reflete em Dublin, capital da ilha. A boa notícia é que o salário mínimo também é um dos maiores da União Europeia – teoricamente, paga-se € 8,65 por hora trabalhada. A remuneração varia de acordo com a função desempenhada: algumas ocupações, como barista e cleaner, podem ganhar até € 12 por hora, enquanto o pagamento para Au Pair live-in, por não ser uma profissão registrada, raramente ultrapassa os € 5. Um estudante estrangeiro na Irlanda, trabalhando as 20 horas semanais permitidas, consegue ganhar em média € 692 por mês. É muito? Não. Mas dá pra viver com uma certa qualidade. Não se trata de falar que aqui é melhor ou pior que tal lugar, pois aprendi que não dá para comparar realidades tão diferentes (seria como comparar um chocolate feito na Suíça com o bombom “Caribe”, da Garoto, aquele de banana que sempre sobra na caixa e você oferece pro colega). Trata-se da relação entre o preço das coisas e do quanto você precisa trabalhar para ter aquele item. Exemplo real: Aqui, uma batedeira portátil custa € 7 – OU R$ 21 OU menos de uma hora de trabalho. Uma semelhante, no Brasil, não sai a menos de impressionantes R$ 85.

É lógico que ganhando menos de € 700 não é possível morar em quarto single com cama de casal, jantar fora, compras roupas e cosméticos, beber com os amigos todos os finais de semana e viajar pra lá e pra cá. É preciso definir suas prioridades e economizar.

Portas Coloridas e Casas Cor de Canela – Nem sempre andam juntas, mas acho o combo da fofura quando vejo as casinhas em estilo Georgiano, com os tijolos vermelhos, e as portas coloridas.

Dublin-Doors

DSC00568-alterada

DSC00561

DSC01119

Uns dizem que as irlandesas foram as responsáveis pela ideia de pintar as entradas de cores diferentes, para que seus maridos bêbados não errassem o caminho de casa quando voltassem dos pubs. Outros afirmam que a tradição surgiu lá pros idos de 1861, após o falecimento do Príncipe Albert, quando a Rainha Vitória ficou tristonha e ordenou que todo o Reino Unido – inclusive a Irlanda, que fazia parte do Império Britânico na época – colocasse bandeiras pretas nas portas em sinal de luto. Os irlandeses então, em um ato de rebeldia, pintaram-as com as mais variadas cores, mas especialmente vermelho, por ser mais durável. Verdade ou não, o que importa é que o visual é lindo. Ficou interessado? Aprofunde seu conhecimento sobre o assunto neste link.

Cidade compacta – Dublin é pequena, mas é grande. A cidade é sede de empresas como Facebook, Google, LinkedIn e oferece um ótimo campo de trabalho para diversas áreas; recebe grandes eventos culturais e esportivos; tem uma vida noturna agitada e bons restaurantes – ainda que eu não conheça nem 1/3; Apesar desse ar de metrópole, é uma cidade pequena, onde você sempre esbarra em um conhecido na rua. Bancos, supermercados, shoppings, cinemas, teatros, pubs e parques  estão espalhados pelo centro e é possível fazer quase tudo a pé, desde que você não tenha preguiça de andar. As ciclovias e o projeto Dublin Bikes estão aí pra isso e são uma mão na roda. ;)

Um show em cada esquina – Após meu primeiro inverno irlandês, vejo a cidade voltando a ferver conforme a temperatura vai subindo. Os buskers, artistas que se apresentam nas ruas, começam a tomar conta da cidade e dá para apreciar música em vários pontos do centro. A Grafton Street é a mais popular, mas a Henry Street e o Temple Bar não ficam atrás. Chegar a algum lugar pode levar mais de uma hora, caso você pare para ouvir um bocadinho de cada artista. Foi em uma dessas andanças que conheci duas das bandas que mais ouço aqui: The Fitzafrenic e The Eskies, minha favorita.DSC00564

Os refúgios – Para esquecer do agito da cidade, basta dar um pulo naquilo que chamo de refúgios:

Phoenix Park, o maior parque urbano da Europa. Dá para fazer piquenique, praticar esportes, andar de bicicleta, fazer exercícios e alimentar os cervos.

Claramente com medo. :)
Claramente com medo. :)

Iveagh Gardens, o irmão-do-meio do St. Stephen’s Green. O espaço no gramado é menos concorrido, o local é mais sossegado e tem até uma queda d’água.

DSC01138
De boas…

Dun Laoghaire, pra quem sente saudade de ver o mar e sentir o cheiro de maresia. De Dublin pra lá são só 12km e dá pra chegar de ônibus,  DART ou bicicleta, para os fortes. Uma vez em solo “Dun Laoghairense”, você pode caminhar pelo píer (atenção: o Sul é mais legal), tomar um sorvete, comer Fish & Chips e apreciar a vista. :)

Essas são apenas cinco das maiores razões que me fazem amar Dublin. Quais são as suas? : )

6 Comentários


  1. Acho fofo demais essas casas com portas coloridas! Mal posso esperar para ver pessoalmente hehehe
    beijão! :*

    Responder

    1. Talita, quando você vê pessoalmente, a vontade é bater na porta e perguntar “me adota?”. Hahaha!

      Responder

  2. Eu gosto muito do ambiente em geral. Adoro a musica ao vivo nos pubs! Os irlandeses são gente boa demais! Sempre com vontade de ajudar e bater papo e – melhor ainda – tomar uma Guiness a qualquer hora do dia! :)

    Responder

  3. Muito bacana o seu post! Também adoro a arquitetura daqui. Já fiz alguns posts sobre minhas coisas preferidas em Dublin, mas nunca é demais fazer mais um, né? Talvez eu faça um top 5 também! :)

    Responder

    1. Oi, Bárbara, tudo bem? :) Que honra ler seu comentário! Já acompanho seu blog há um tempão e me divirto muito com seus “causos”, seja com os meninos, com o R., com a bicicleta e por aí vai. Acabei relendo meu TOP 5 e bateu um arrependimento por ter deixado muita coisa de fora. Melhor fazer um Top 10, haha. Ansiosa para ler o seu. :D

      Responder

      1. Ah, que legal que você lê meu blog! Eu não sei como te achei por aqui, mas achei e gostei! :) Vou ter uma semana de folga logo e como não vou viajar, vou conseguir escrever um monte de post que tá atrasado! O top 5 deve sair logo! :)

        Responder

Deixe uma resposta