Asma e rinite em Dublin – dá pra sobreviver?

Morar em Salvador e respirar o ar úmido e moderadamente poluído de uma cidade cheia de carros fazia da rinite a minha companheira quase diária. Crise de espirros, coceira no nariz e coriza apareciam, pelo menos, três vezes por semana. A solução: porre de anti-histamínico seguido de sono incontrolável e cama ou, na impossibilidade de dormir, gastar um rolo de papel higiênico e ficar com o nariz inchado, vermelho e assado. Com a asma era quase a mesma coisa: corticóide pra dentro diariamente, sob pena de acordar tossindo e sem respirar no meio da noite.

espirro
Bem assim! E sei que minha irmã sente saudade dos meus espirros…

Ao contar para a alergista que me acompanha que viria para Dublin, ela fez uma cara de “meus pêsames”. Isso porque os ácaros e demais desencadeadores da asma e rinite adoram ambientes úmidos e temperaturas abaixo dos 20 graus.

Qual foi a minha providência?

Trazer um estoque, claro! Dois xaropes,  duas caixas de comprimidos antialérgicos e um frasco de broncodilatador para colocar na nebulização. Onde eles estão? Na mala. Isso mesmo! Desde que cheguei, a rinite simplesmente não se manifestou e  não foi por falta de estímulo, já que as duas casas em que morei até agora têm carpete nos quartos.

A asma também tem me dado trégua e nunca mais fiquei sem ar e/ou com o característico chiado, mesmo morando com fumantes, mas com ela não brinco: continuo tomando minha dose diária para evitar qualquer inflamação nos brônquios. Percebi que minha prova final será no inverno, pois a única vez em que tive alguma dificuldade para respirar foi na primeira vez que saí de noite e voltei tarde pra casa. Desavisada, levei apenas um cardigan fininho que não foi suficiente para me proteger da friaca da madrugada.

Talvez eu tenha dado sorte, talvez eu ainda não tenha visto nada, talvez Saint Patrick tenha operado um milagre e estou curada. Não dá pra saber, mas espero que continue assim. Alguém com uma experiência parecida (ou totalmente diferente) por aí? :)

4 Comentários


  1. Bom saber que a rinite pode vir a dar uma trégua por aí… espero que o estoque de Budesonida que estou preparando também fique na mala.

    Responder

  2. mas não sinto saudades meeeeeismo! se fossem mudos que nem o dela, quem sabe? hahahaha!
    =*

    Responder

  3. E para comprar remédios para bronquite aí? Aqui no Brasil tomo FORSEQ (fumarato de formoterol di-hidratado + budesonida), como encontro ele aí?

    abraços
    Daiana

    Responder

    1. Oi, Daiana, tudo bem? Olha, acho melhor você trazer um pequeno estoque suficiente para oito meses. Quando meu remédio de asma acabou (uso Symbicort), fui procurar saber quanto custaria e quase caí pra trás: teria que pagar €50 em uma consulta com um clínico geral para pegar uma prescrição com validade de seis meses e mais €97 pelo remédio, sendo que no Brasil ele custa por volta de R$ 100. Ou seja: vale mais a pena comprar aí.

      Responder

Deixe uma resposta